A FAMÍLIA DAS PLANTAS SEM FOLHAS

 

cacto1(17/06/2014)

Evaristo Eduardo de Miranda

 

A característica mais comum das cactáceas é a ausência de folhas, com exceção de certas plantas das subfamílias Pereskioideae e Opuntioideae. A fotossíntese ocorre diretamente nos ramos e troncos jovens da planta. Essa grande família de plantas perenes, dominadas por árvores e arbustos adaptados a climas semi-áridos e ambientes ensolarados, conta com 87 gêneros e cerca de 2000 espécies. As cactáceas são exclusivas das Américas, mas foram introduzidas muito cedo e se naturalizaram no sul e norte da África, na Europa mediterrânica e na Austrália, onde hoje o gênero Opuntia marca a paisagem.

Os cactos sempre interessaram os botânicos pois combinam características de plantas primitivas com flores pouco especializadas e órgãos vegetativos muito evoluídos. A classificação das cactáceas é difícil e alguns autores chegam a enumerar cerca de 200 gêneros. Todos os 87 gêneros são cultivados. Existem muitas subespécies. Colecionadores sempre criam novas plantas, inclusive de cruzamentos entre gêneros, prática que só tem paralelo no caso das orquídeas.

No Brasil, várias plantas com espinhos e em forma de candelabro são chamadas de cactos mesmo não se não pertencem a essa família, como certas eufórbias com látex, originárias do semi-árido de Madagascar. Além das cactáceas existem mais duas grandes famílias de plantas suculentas: aizoáceas (família da onze horas e da planta pedra ou pedregulho) e crassuláceas (família do bálsamo, da kalancoe e outras semprevivas).

 

 
<\div>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *