NÃO ENTRE SEM EMOÇÃO


(4/6/2006)

Evaristo Eduardo de Miranda

Ele cresce e se torna uma árvore,

E as aves dos céus fazem os ninhos em seus ramos

Lucas 13,19

Toda árvore encerra um silencioso mistério.

Toda ramagem é símbolo de passagem e movimento:

entre dois estados, entre dois mundos,

entre luz e trevas, mineral e vegetal,

entre o tesouro e a miséria.

No mundo, quem revela o tesouro da natureza é a luz do sol.

Nesta exposição, é o olhar poético da Regina Montenegro, mágica da pintura,

provocada por desenhos luminosos de crianças, chaves de acesso à revelação.

Cada árvore é um portal da natureza: indica uma passagem e incita a ultrapassá-la.

Cada árvore é um convite para uma viagem cosmológica, ao Além.

E esse Além, mora ao lado de cada um: no quintal da escola, na casa do vizinho, na praça em frente e nos sonhos do entardecer.

Esta exposição é uma oportunidade para descobrir-se a existência de outra Realidade, muito mais rica, concreta e fantástica do que o que costumamos chamar de realidade.

Por milênios, a revelação dessa Realidade tem sido a obra dos artistas, poetas, místicos e sacerdotes.

Através da harmonia de símbolos, formas, cores e luzes,

essas árvores de vida nos ajudam a entrar em contato com dimensões sagradas, bem além de nossas limitações individuais.

Amiga, amigo, atravesse este portal da natureza em silêncio.

Em cada árvore existe um templo, um tempo, um calendário e um mistério.

Os mistérios devem ser penetrados e não desvendados.

Na contemplação de cada árvore, dimensões e realidades esquecidas em cada um, voltarão a bater em nossas portas.

Amigo, amiga, não entre sem emoção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *