FELICIDADE


(28/9/2006)

Evaristo Eduardo de Miranda

Quem não busca a felicidade? Que conto de fadas não termina com um “viveram felizes para sempre”? Em outubro, a Igreja festeja uma doutora da Igreja, mestra em felicidade: Santa Teresa d´Ávila. O que é a felicidade?

Em latim, a palavra felix, (genitivo felicis) significava fértil, frutuoso (que dá frutos), fecundo. Nos mapas antigos, ainda encontra-se termos como Felix Arabia, nome das terras habitáveis do Oriente Médio, em oposição aos desertos. Como o fértil é também propício, favorável, a expressão felix, por metáfora, tornou-se sinônimo de afortunado, alegre e satisfeito.

O primeiro mandamento de Deus ao Humano é: – Sede fecundos. Crescei e multiplicai-vos (Gn 1,28). Muita gente entende esse texto como um convite ao sexo e à reprodução, como um “tenham muitos filhos”. Uma forma de crescimento exterior. O humano não precisa de ordem divina para realizar aquilo que os animais fazem por instinto: aumentar em número. Essas palavras têm sentido espiritual mais profundo, próprio do humano: crescer para multiplicar. Como planta semeada em boa terra ou enxertada em árvore verdadeira, que dará flores perfumadas e frutos maduros em abundância.

O mandamento é “crescei e multiplicai-vos” e não somente “multiplicai-vos”. Não se trata de um reinado da quantidade, mas primeiro da qualidade, do crescimento interior. Esse crescimento, chave da felicidade, é nosso único destino pois como ensina Santa Teresa d’Ávila “ pensar que hemos de entrar en el cielo, y no entrar en nosotros… es desatino”

A raiz de felix é indo-européia e significa literalmente: amamentar. Ela deu origem às palavras filius, filho, fecundus, fecundo (sinônimo de fértil) e femina, fêmea (aquela que amamenta). Esse é em hebraico, o significado da palavra El Shadai, o Deus mãe, que amamenta, nutre e matricia seus filhos.

Publicado em:

MIRANDA, Evaristo Eduardo de. Felicidade. A Tribuna, Campinas – SP, v. 97, p. 13, 2006.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *