A BÍBLIA AO PÉ DA LETRA


(20/3/2013)

Evaristo Eduardo de Miranda

O texto milenar da Bíblia, apesar de todo o trabalho dos escribas em revisá-lo, compatibilizá-lo, em tantos remanejamentos e tão diversas e repetidas redações, ainda se apresenta com várias incompatibilidades, duplicatas, variações e discordâncias. Basta um olhar crítico e um pouco de atenção para identificar uma profusão de confusões, desacertos e imprecisões entre textos bíblicos diferentes sobre um mesmo tema.

Além disso, a Bíblia está repleta de anacronismos. Muitos leem a Bíblia subjetivamente nos dias de hoje e não se dão conta. Eles cometem e ampliam esse pecado do anacronismo ao transportar o texto ao pé da letra aos dias de hoje. Se fosse mesmo para valer o seguimento e a aplicação da lei de Deus, sobretudo do Levítico, ao pé da letra, isso levaria a reimplantar a escravidão, apedrejar até a morte os adúlteros, os homossexuais e outros absurdos.

A leitura simplista da Bíblia, ao pé da letra ou fundamentalista, aliada ao anacronismo e à subjetividade de sua interpretação por lideranças religiosas oportunistas e sem preocupações com a compreensão original, é um desrespeito com quem a escreveu e garantiu sua transmissão. Essa é uma das mais graves dimensões negativas do fundamentalismo religioso dos defensores da inerrância bíblica. Os católicos sabem que, “nem tudo o que aconteceu está na Bíblia e nem tudo que está na Bíblia aconteceu”.

Para quem lê a Bíblia com olhos de historiador, antropólogo, geógrafo ou zoólogo, por exemplo, as escrituras apresentam várias impropriedades, inexatidões, aberrações e contrassensos com relação às suas ciências. Para os católicos, a Bíblia como palavra de Deus é verdadeira e ensina a verdade. Mas qual verdade? A verdade necessária à salvação. A Bíblia não trata de todo tipo de verdade. Ela não trata cientificamente de verdades das ciências astronômica, geológica, histórica, biológica e outras. Ela apresenta as verdades religiosas e espirituais necessárias à realização plena da existência humana.

Não tem sentido buscar na Bíblia verdades paleontológicas, genéticas ou históricas. Quando a Bíblia relata sua versão da história, como nos livros de Crônicas, Reis e Samuel, por exemplo, sua preocupação maior é apresentar uma teologia da história e não fatos, processos e eventos com precisão cronológica e lógica. Isso tudo não impede a existência na Bíblia de fatos, fontes, observações, relatos e até conclusões corretas em termos biológicos, históricos, geográficos etc. Assim como existem outras completamente erradas e sem fundamento.

Para os católicos, na Bíblia, a palavra de Deus assumiu a carne da fraqueza humana ao se tornar palavra escrita. Nas Escrituras Sagradas, Deus fala a língua humana, através da linguagem de seus redatores, devida ou indevidamente traduzidos. Mais uma vez: sobre a revelação divina, as páginas da Bíblia ensinam a verdade que “Deus para a nossa salvação quis que fosse consignada por escrito . Nada além. E já é imenso!

1 comment for “A BÍBLIA AO PÉ DA LETRA

  1. 12 de setembro de 2016 at 16:25

    Muitoooo Bomm o artigo, aprendi MUITO, e concerteza vou começar a seguir o site de vocês. Parabens !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *